Parlamentares destacam papel da Embrapa para o futuro da agricultura brasileira

Parlamentares destacam papel da Embrapa para o futuro da agricultura brasileira

Robinson Cipriano - Mais de 90 empregados participaram da sessão solene na Câmara dos DeputadosFoto: Robinson Cipriano

Mais de 90 empregados participaram da sessão solene na Câmara dos Deputados

Em comemoração aos 45 anos da Embrapa, a Câmara dos Deputados realizou sessão solene, hoje, 26, no Plenário Ulysses Guimarães, em Brasília (DF). A cerimônia contou com a presença de mais de 90 pessoas, entre parlamentares, lideranças do agronegócio, dirigentes de empresas públicas, empregados e diretores da Embrapa. Parlamentares presentes ressaltaram as importantes contribuições da Empresa no passado e destacaram o seu papel para o futuro da agricultura brasileira, capaz de garantir, por meio de soluções tecnológicas e inovação, um cenário de intensificação e sustentabilidade dos sistemas de produção agrícola do país.

Na mesma direção, o presidente da Embrapa, Maurício Lopes, afirmou ser o futuro o principal insumo para pautar as pesquisas da Empresa. Para Lopes, embora seja motivo de orgulho as contribuições da Empresa no passado, é preciso apostar no futuro, nos anos que estão por vir. Por isso, a instituição de pesquisa passa a se dedicar ao futuro, com base na agenda global da Organização das Nações Unidas (ONU) para o alcance dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), compromisso assinado, em 2015, por 179 países.

“Uma agenda que se tornou imperativa para pessoas, organizações e países e que será norte para a construção de uma sociedade mais justa e sustentável”, ressaltou, lembrando que, nos últimos 2 anos, a Embrapa iniciou a avaliação de sua programação de pesquisa, inovação e transferência de tecnologia, procurando analisar as relações das atividades da Empresa com a Agenda 2030. Os resultados desse estudo indicaram que há uma sintonia grande entre o que vem se realizando e o que se pretende realizar até esse horizonte.

Durante sua fala, Lopes apresentou aos parlamentares o documento: “Visão 2030: o futuro da agricultura brasileira”, documento que apresenta as análises, tendências, sinais globais e nacionais sobre as principais transformações na agricultura em questões científicas, tecnológicas, sociais, econômicas e ambientais e seus potenciais impactos. O estudo, segundo ele, apontou também a necessidade de a Empresa se transformar em uma instituição mais flexível, capaz de se adaptar aos desafios que virão.

Ao encerrar sua fala, Lopes ressaltou a importância do investimento na ciência pública. “A ciência é o motor do desenvolvimento e a ciência pública é fundamental para ajudar os países a avançarem. Ela vai na frente limpando os caminhos, abrindo os caminhos, como uma locomotiva limpa-trilhos. Portanto, é importante que seja valorizada, pois não há futuro sem uma ciência pública capaz de produzir inovação”.

Discurso dos parlamentares

A sessão solene foi presidida conjuntamente pelos deputados Izalci Lucas (PSDB/DF) e Sérgio Souza (PMDB/PR), ambos autores do requerimento de homenagem aos 45 anos da Embrapa. Também participaram da mesa, o presidente Maurício Lopes, o vice-presidente de Finanças da Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA), Muni Lourenço Silva Júnior, e o presidente da Infraero, Antônio Claret.

“A Embrapa cumpriu e continua cumprindo papel essencial na conquista da admirável evolução do setor agropecuário do país. Atualmente, o setor contribui com 1/4 do PIB nacional e responde por um percentual ainda maior da força de trabalho. É  responsável por quase metade das exportações e, ano passado, ajudou a consolidar o reaquecimento da economia”, ressaltou o deputado Izalci Lucas. Segundo o parlamentar, os resultados alcançados não teriam sido possíveis sem a atuação da Embrapa, que abraçou, desde a década de 1970, o desafio de construir um modelo de agricultura e pecuária tropical.

Ele também prestou homenagem aos fundadores da Embrapa e primeiros dirigentes, entre eles os pesquisadores José Irineu Cabral (1º presidente), Eliseu Alves, Edmundo da Fontoura Gastal e Roberto Meireles de Miranda.

“Nossa vocação é o agro. E a Embrapa nasceu justamente em um período que o mundo vivia uma crise global por alimentos. Naquela época importávamos até leite e hoje somos o segundo maior produtor de alimentos do planeta. E isso não foi por acaso, mas porque temos uma empresa de pesquisa do porte da Embrapa espalhada por todo o País”, salientou o deputado Sérgio Souza.

O parlamentar destacou ainda que, de acordo com estudos e projeções internacionais, em 2050, a população mundial será de 9 bilhões de habitantes, com uma previsão de acréscimo de 50% na produção de alimentos. É e justamente nesse cenário que as soluções tecnológicas da Embrapa serão fundamentais, não só para o aumento da produtividade de grãos e pecuária, mas também na geração de insumos, tecnologias de precisão e apoio a iniciativas privadas, como as startups voltadas para o agronegócio.

Outros parlamentares também prestaram homenagem à Embrapa durante a sessão solene, entre eles, os deputados Nelson Marquezelli (PTB/SP), Arnaldo Jardim  (PPS/SP), Vítor Lippi (PSDB/SP), Carlos Meles (DEM/MG), Valdir Colatto (PMDB, SC) e Hildo Rocha (PMDB/MA).

Exposição

No Espaço Mário Covas, anexo II da Câmara Federal, foi instalada a exposição interativa Embrapa 45 anos que tem como objetivo mostrar como, nas últimas décadas, o Brasil desenvolveu um modelo de agricultura e pecuária tropical superando as barreiras que limitavam a produção de alimentos, fibras e energias no País, focando em soluções tecnológicas sustentáveis e para o futuro.

Um conjunto de totens e painéis apresentam ao público as contribuições da Embrapa para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU), o futuro da agricultura brasileira a partir da apresentação do Documento Visão: O Futuro da Agricultura Brasileira, e o Código Florestal – página que oferece conteúdos técnicos para a recuperação de áreas degradadas a partir do plantio de plantas nativas e orientações para o cumprimento da Lei. A página Embrapa 45 anos também está disponível para navegação para os públicos que circulam pelo Congresso Nacional.

A exposição começou no dia 24 e vai até sexta-feira, 27, sempre das 8h às 18h, e integra o conjunto de ações que a Embrapa desenvolve que tem como foco o público parlamentar.

Fonte: Embrapa

https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/33739769/parlamentares-destacam-papel-da-embrapa-para-o-futuro-da-agricultura-brasileira